Resenha Filme B: O Vingador Tóxico

Gosto de ver filmes, e gosto de ver os tipos de filmes que de tão podres nem tem gênero, em outras palavras, os conhecidos filmes B. Muitas das grandes produções são cheias de erros até estúpidos, uma verdadeira porcaria de todos os modos, e talvez isso é o que atraia pessoas como eu a perderem seu tempo assistindo essas porcarias de filmes em que a espontaneidade, seu descompromisso, e sua falta de vergonha na cara de ser escrachado e um verdadeiro lixo, acaba se tornando clássico, dado a tantas risadas que demos naquelas noites de insônia que nos fez assistir filmes como esses na TV.

De tão cultuado esse gênero atualmente, já não se é muito difícil encontrar produções assim invadindo o cinema com status de "grande produção", sem contar o fato de que grandes diretores já se aventuraram nesse nicho ou mesmo ganham projeção através dele, como Sai Raimi que dirigiu a primeira trilogia do cabeça de teia nos cinemas. Robert Rodriguez e seu "Machete", Quentin Tarantino e seu "A Prova de Morte", e George Romero e sua "Madrugada dos Mortos Vivos" são ótimos exemplos. 

Obviamente que filmes como esses tiveram tanto um roteiro como um melhor orçamento, o que também tira um pouco o status de reais filmes B aos mais puristas. Então que tal ver os "Palhaços Assassinos do Espaço Sideral"? Pelo título já dá pra ver sua importância. Mas esse filme não é o assunto e vamos mais abaixo (o que é possível), nessa resenha vou falar sobre o lixo que tenho maior orgulho de ter assistido. Muito antes de qualquer Vingador da Marvel adentrar os cinemas, em 1984 nasceu "O Vingador Tóxico".

O filme se passa na cidade de ''Tromaville'', lá o nerd Melvin Ferd (Mark Torgl), é um simpático faxineiro que trabalha em uma academia de ginastica ''Tromaville Health Club''. Como em qualquer academia, além do pessoal se exercitar, o que chama a atenção são as mulheres gostosas que lá habitam. Mas Melvin é muito atrapalhado e vive sofrendo bullying da turma de Bozo (Gary Schneider), um membro da academia que adora praticar um esporte no minimo peculiar: atropelar pessoas. Pois é meus caros, se você achava que os criadores do jogo clássico Carmaggedon tiveram uma ideia original, "O Vingador Tóxico" a teve 13 anos antes!


Como a "zueira never ends", a namorada de Bozo, Julie, resolve pregar uma peça no pobre do Melvin, o seduzindo e o fazendo vestir uma roupa de bailarina. Melvin topa, mas claro que a peça é motivo para ele ser zoado por todos na academia. Desiludido e puto da vida, Melvin sai correndo e tenta se sucidar se atirando pela janela, caindo num caminhão de lixo tóxico que estava ali na rua. Ao melhor estilo de Matt Murdock, o Demolidor, que num acidente também com lixo tóxico ficou cego, e Peter Parker com sua aranha, Melvin se transforma no super herói chamado ''Vingador Tóxico''!

Carinhosamente conhecido como Toxie, além de cuidar de bandidos da área e conhecer um grande amor (Sarah), Toxie vai ao que interessa: se vingar de Bozo e companhia, até que acaba matando uma pessoa inocente. Num dilema moral que qualquer herói passa, Toxie não aceita sua condição de ter que matar pessoas, mesmo sendo bandidas, e se refugia com sua namorada Sarah. Ao contrário do que vimos, o governo necessita do Vingador para combater o crime, e assim o governador vai atrás dele. No final das contas o Vingador se redime arrancando o estomago do governador profetizando a frase clássica: "Livre-se desse lixo tóxico!"

Comprovando tudo que falei no começo da resenha sobre sucesso de filmes B, "O Vingador Tóxico", pasmem, ganhou mais três sequências, uma série spin-off em desenho animado, uma revista em quadrinhos com onze edições, e até jogos de videogame para NES e Mega Drive! Pra você não falar que estou dizendo mentira, veja abaixo:



Se você se interessou pelo filme e quer assistir, não precisa procurar muito não. No Você Tubo tem o filme completo legendado, mas como sou bacana e entendo como é evitar a fadiga, já linko aqui pra vocês.


The Toxic Avenger
EUA • 1984 

Direção: Lloyd Kaufman / Michael Herz
Roteiro: Lloyd Kaufman / Joe Ritter
Elenco: 

Mitch Cohen - The Toxic Avenger
Mark Torgl - Melvin Ferd
Kenneth Kessler - The Toxic Avenger (voz)
Andree Maranda - Sarah
Pat Ryan Jr. - Prefeito Pedro Belgoody

Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Voltando
Next Post »
Comentários
0 Comentários
0 Comentários