A maravilha chamada Spotify

quinta-feira, fevereiro 19, 2015


Quem acompanha o Descafeinado já deve ter notado que já faz um tempo que não publico uma resenha sobre um lançamento ou algum CD favorito de alguma banda. Isso ocorre porque fui mais um "atacado" pelo movimento Spotify e totalmente de grátis (olha só pessoal do Spotify!) vou fazer a propaganda da plataforma.

Não vou falar do que ele é porque acredito que todo mundo saiba, mas se você estava no meio do mato a cerca de um ano, saiba que a plataforma musical é um fenômeno por finalmente democratizar o streaming. Streaming nada mais é do que você ter a sua música em qualquer lugar a qualquer hora independentemente de você tê-la no seu aparelho de MP3, alocada ali na imensa nuvem da internet. E não, o MP3 não morreu, mas o Spotify meio que de um duro golpe a facilitar o trabalho dos ansiosos por ter sua música predileta em qualquer lugar e a qualquer hora sem a tarefa não tão árdua assim de ter por perto seu artista predileto.

Ainda baixo os álbuns das minhas bandas favoritas (sim, faço isso), mas graças ao Spotify ficou bem mais fácil de conhecer outros gêneros musicais além do rock n' roll, fazendo a alegria dos preguiçosos como eu e do bloco dos "sem tempo".

Garimpar bandas de um gênero que você conhece é uma tarefa simples, mas se você procura outros gêneros é mais complicado. Dado a que além do trabalho de você ter que baixar centenas de álbuns para fazer sua seleção de músicas, é também preciso prestar a atenção a bastante recomendações pessoais ou sites por aí para começar sua playlist, e isso demanda um tempo e espaço no HD que muitas vezes que não temos (algo que é bem difícil atualmente por termos gigas de espaço).

O Spotify diminui brutalmente essa ponte. Na sua página inicial é só ir atrás do gênero que você quer, clicar e ser feliz pulando entre as faixas que lhe agradam ou não. E não só isso, a possibilidade de fazer suas próprias playlists, compartilhá-las e ouvir a playlist dos seus amigos e de pessoas que você nem conhece, é um aditivo e tanto deixando as possibilidades de conhecimento quase que infinitas nessa rede social simples e ativa. É viciante, acredite!

A música conecta as pessoas, e demorou para que o Spotify chegasse também ao Brasil.

Já tenho várias playlists, mas essa diria que é a principal


Recentemente inaugurei uma playlist mais eclética. Tá bem no começo, mas vou disponibiliza-la para quem quiser ouvir:

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários