O que passa pelos meus fones #129 - Kamelot

Não sou nada chegado a power metal, mas o Kamelot tem aquele algo a mais que me chama tanta a atenção: o Kamelot tem a competência necessária pra se desviar do monte de bandas iguais do gênero. 

As batidas rápidas e os refrões grudentos estão ali, mas a mescla com outros gêneros como o progressivo e o sinfônico são preponderantes para a banda se sobressair. Desde a época de Roy Khan é assim e no jovem Tommy Karevik permanece, provando-se uma escolha certeira dos integrantes em não modificar o estilo vocal tão característico da banda.

É o que você pode atestar no clipe da faixa "My Therapy" pertencente ao álbum "Haven", lançado ano passado.

Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Voltando
Next Post »
Comentários
0 Comentários
0 Comentários